Eu nunca havia me imaginado mãe, nem mesmo construindo uma família.

Sempre achei que meu quintal seria o mundo!

De todas as barreiras que tive enfrentar na vida, certamente o assédio, em diversos ambientes, foi meu maior inimigo, seguido do preconceito!

Minha imaturidade e timidez me fizeram abrir mão de inúmeras oportunidades.

Mas quando me descobri grávida, senti uma força dentro de mim que nunca imaginei possuir. Percebi que, pela primeira vez em minha vida, eu iria fazer (tudo) por aquele ser que estava crescendo dentro de mim.

Aquela menina, que outrora achava que sairia em busca de aventuras pelo mundo, se tornou a mãe de “quatro lindos filhos”.

E foi assim que me transformei em uma “leoa”, por causa deles.

Perdi o medo, a timidez e posso dizer que até o bom senso, às vezes.

A relação mãe-filho é, de qualquer modo, a mais profunda e mais comovente que se conhece; de fato, por meses a criança é, por assim dizer, parte do corpo da mãe. Mais tarde, torna-se parte da atmosfera psíquica da mãe pelo resto de sua vida.

Por um filho muitas de nós, mulheres, nos transformamos, passamos por uma metanoia total.

Quando vi a minha filha mais velha sair de casa, perdi meu chão, achei que iria morrer.

Quem iria protegê-la ? Quem iria cuidar dela?

Quem iria substituir sua ausência física em minha vida?

Senti a dor tão cruel da síndrome do ninho vazio.

Logo eu, uma mãe superprotetora por ter vivido traumas fora da redoma familiar.

A Letícia, me surpreendeu!

Sua força, coragem e determinação em vencer e fazer o mesmo por outras pessoas mudaram meu modo de ver a vida.

Digo a cada mãe, ou futura mãe que estiver lendo este texto, que deixe seus filhos irem, os apoiem, os orientem, se façam o chão onde eles possam pisar.

Digo às filhas que, para ver o que nunca viu, você terá que ir onde jamais foi.

A grande certeza é que essa grande viagem que é a vida pode lhe tornar um ser incrível!

Nós podemos ser tudo o que quisermos ser.

Bem vindas a @weforwoman e que vocês brilhem, brilhem muito.

Até a próxima!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Blog Posts

WE TALK | COMPARTILHAR É MULTIPLICAR POR DANI REBELO

junho 9, 2023

Quantas vezes você guardou uma ideia pra si mesma com medo de que alguém

  • No React!
  • Comente0

WE FOR WOMAN | Boas vindas por Letícia de Castro

junho 9, 2023

Olá!Que bom ter você por aqui 🙂Me chamo Letícia, sou uma estudante de Publicidade

  • No React!
  • Comente0

WE TRAVEL | says welcome por Nádia Burigo

junho 9, 2023

Acadêmica de Publicidade, wanderlust, entusiasta e colunista da WeTravel.O mundo está em constante mudança

  • No React!
  • Comente0
X