Você já parou pra pensar sobre as decisões que tomou na sua vida até agora? Aquelas mais importantes, que fizeram com que você estivesse nesse lugar, nesse momento.

Quais dessas decisões foram tomadas de forma estratégica, com o pensamento no futuro, pensando nas possibilidades que você poderia criar?

A escolha de um trabalho, a decisão por um curso de graduação, um relacionamento amoroso, uma viagem. Pode parecer clichê, mas toda escolha traz junto uma renúncia. Mas será que estamos cientes do que isso quer dizer no momento em que estamos passando pelos processos mais importantes da nossa vida? Sem pressão, amiga. Estamos aqui para aprender juntas.

Do lado de cá da tela, quem escreve é a Bruna. Sou uma mulher extremamente curiosa e que por muito tempo fez escolhas baseadas no que o mundo me apresentava como opção. Veja bem, não foram escolhas necessariamente super conscientes, mas também não foram levianas (algumas sim, não vou mentir). Os caminhos que a vida me apresentou e eu abracei me trouxeram até aqui, onde estou hoje: escrevendo um texto pra falar sobre autonomia (eu ainda não cheguei lá, mas fica comigo?!).

Meu processo me levou para o jornalismo televisivo, depois online. Depois me levou para a Islândia, que culminou no fim de uma relação de cinco anos. Depois me levou para uma mudança de cidade, outro relacionamento, trabalho com inovação, impacto social, marketing e agora… O que vem agora? Um momento para finalmente fazer o balanço das coisas e começar a decidir por mim.

Eu sou grata pelo caminho. Tudo que vivi construiu quem eu sou hoje. A comunicação me colocou em contato com questões sociais que me abriram os olhos para o mundo. Para não colaborar com a indústria da moda precisei aprender a costurar as minhas roupas, o que me colocou em contato com movimentos que me inspiram até hoje para minha relação com nosso planeta. Por me tornar empreendedora (e também por causa da minha curiosidade) passei a estudar finanças pessoais, tomei consciência do valor do meu trabalho e dinheiro e hoje apoio outras mulheres que estão vivendo seus por momentos que se assemelham aos meus.

Vejo esse caminho como uma jornada de consciência, autonomia e coerência. Precisamos ter consciência do que estamos vivendo para conseguir tomar decisões. A autonomia é amiga próxima do autoconhecimento. Com a primeira conseguimos ter clareza do que queremos construir para nossa vida e, então, passar para o processo de coerência, que são os pequenos passos para as mudanças significativas conscientes que queremos fazer.

Minha missão por aqui é falar sobre autoconhecimento e autonomia relacionadas a nossa relação com o dinheiro. Mas para chegarmos nesse ponto da conversa, ainda precisamos nos fazer muitas perguntas e entendermos onde estamos no nosso processo: consciência, autonomia ou coerência. Perceba que a jornada não é necessariamente linear, pois podemos levar os conceitos para diversos âmbitos.

Meu convite é para caminharmos juntas por esse percurso para construirmos uma rede mais forte e consciente do seu papel. A consequência disso é que possivelmente vamos encontrar mais mulheres pelo caminho que podem não somente aprender conosco, mas também nos ensinar muito!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Blog Posts

Marketing Digital | O que você precisa saber

junho 9, 2023

Estamos vivendo um momento atípico e nunca imaginado em nossa sociedade mundial. Trancados dentro

  • No React!
  • Comente0

WE FOR WOMAN | Boas vindas por Letícia de Castro

junho 9, 2023

Olá!Que bom ter você por aqui 🙂Me chamo Letícia, sou uma estudante de Publicidade

  • No React!
  • Comente0

WE TRAVEL | says welcome por Nádia Burigo

junho 9, 2023

Acadêmica de Publicidade, wanderlust, entusiasta e colunista da WeTravel.O mundo está em constante mudança

  • No React!
  • Comente0